Pelo Rio @ La Bicyclette

Untitled

A dica de hoje é linda, escondidinha e samba com sotaque francês. Sabe quando você bate o olho em um lugarzinho e fala “Quero morar aqui com vocês, posso?”. Hop! Encontrei o La Bicyclette, no canto mais bucólico do Rio de Janeiro – o Horto. Agora eu trabalho ali perto da Globo, em uma das milhares de casinhas escondidas do Horto e ontem eu passei em frente à Bicyclette e falei “É minha”.
Untitled
Por ser em frente à emissora, a Bicyclette é cheia de carinhas famosas, mas ainda não ficou daquelas insuportavelmente cheias e POPs e, na hora do café da manhã, é super tranquila. No dia seguinte, como eu cheguei mais cedo e o estômago já estava digerindo os outros órgãos, decidi parar lá e testar.

A Bicyclette é un petit coin de Paris, um cantinho daqueles bairros mais distantes, tipo o 20éme, onde eu fiquei da última vez, onde ficam as boulangeries “de francês de verdade”. É linda! O cardápio é lindo e a focaccia se chama fogasse. Na parede da escada, um monte de fotos de bicicletas. O padeiro fica à vista e os pães têm um cheiro absurdamente bom.

Só posso falar do que eu provei, certo? E, por enquanto, foi um capuccino (que vem com um financier bem fofinho, acompanhado de açúcar mascavo, o rei dos açúcares) e um croissant. Daqueles de verdade, sem presunto e queijo dentro, sabe? Só o croissant, bem quentinho, sem nenhum recheio pra tirar a sua atenção daquela massa folhada com muita manteiga! Le beurre! Vida e alma de toda a culinária francesa! O que seria da vida sem a manteiga?


Agora sim: "bom dia".

Saindo do transe #vaigordinha…

Ok, a minha experiência no La Bicyclette não foi tão grande assim. Aliás, foi muito mais visual do que gustativa, mas eu simplesmente adoooro ambientes como boulangeries. Cheirinho de pão, cheirinho de café e menos do que duas pessoas por metro quadrado.

Assim que eu provar mais guloseimas (e claro que isso vai acontecer) eu dou o veredito. Não percam a saga no Facebook mais perto de você.

Para quem não me segue no Facebook: é oficial, a Bicyclette é um dos meus cantinhos preferidos para se comer no Rio. Depois desse primeiro encontro eu já fui váaarias vezes e aprovei váaarios pãezinhos, tomei um café da manhã inteiro sozinha, levei minha mãe no (chuvoso) dia das mães e tudo mais. Agora eu estou longe de lá, mas um dia ainda volto, num final de semana, só para comprar pão e matar as saudades! Seus lyndos!

Written by

Leave a Reply