Mudando a roupa da casa! (Pimp my apê)

Eu sei. Esse é um blog sobre comida, bebida e, no mínimo coisas relacionadas à cozinha, certo? O que é que essa menina está falando sobre o quarto!? Você vai entender (ou não).

Comprei o apartamento onde eu moro há uns dois anos, mas, desde então, moro acampada dentro dele. Isso porque tem um monte de coisa que eu quero trocar, incluindo o piso, então dá a maior preguiça chamar alguém para consertar as coisas que ficam SOBRE o piso, se um dia eu vou ter que desmontar tudo e refazer. Mas e se eu fizesse tudo sozinha?

Eu sempre achei que aquela cena de filme “deixa eu colocar meu macacão jeans anos noventa e pintar a minha casa inteira diva” era impossível. Vai estragar a casa toda e você vai ter que se mudar depois disso, né?

kevins-house-3
A personagem de Jennifer Lopez no filme “A Sogra”, Charlie, pinta a parede da cozinha numa boa, sem problemas!
25jun2014---principe-harry-pinta-muro-de-uma-casa-durante-visita-a-comunidade-cota-200-em-cubatao-no-litoral-de-sao-paulo-1403725198063_1920x1080
O príncipe Harry, todo realeza, pintou um stencil em Cubatão e nem tá olhando para a parede, todo diva!

Cadê a minha aula de Massinha II no colégio para pintar as paredes? Eu pintava a mão e carimbava o muro e ficava lindo!

Então eu resolvi caçar inspirações. No Pinterest, claro:


Siga o painel Pimp my apê de Carol no Pinterest.

Esse é o meu mural de inspirações de coisas fáceis que você pode mudar na sua casa! Mas vamos voltar para o meu quarto.

 

O morador anterior do meu apartamento tinha customizado o quarto de solteiro. Para preto. Tudo era preto. O armário embutido era bege com quatro listras pretas, duas de cada lado. Um armário menor era completamente preto. As mãos francesas das estantes eram pretas e as persianas, adivinha? Pretas. Isso tinha que mudar.

 

1. Spray it!

A primeira ideia que eu tive foi o spray dourado, que eu usei para pintar as mãos francesas e os parafusos. Pintar com spray é SUPER fácil. Ok que parte do chão ficou dourado, por um desvio de cálculo na hora de cobrir com jornal, mas ele vai ser trocado em breve. O spray dourado e prateado custa mais ou menos trinta dilmas e você encontra tanto em casas de material de construção quanto em boas papelarias.

Mãos francesas ficaram douradas!
Pintar parafusos? Aproveitei uma caixa velha (eu e meu joelho ferrado…) e furei. Todos ficaram em pé, esperando o spray glamour.
Sente a diferença?! LUZ!

 

Siga as dicas:

  1. Cubra tudo. Tudo. TUDO, com jornais e papeis para evitar que toda a sua casa fique pintada;
  2. Limpe bem o local que vai ser limpo com álcool antes de começar os trabalhos;
  3. A primeira demão tem que ser bem leve. Uma poeira de spray, para fazer uma base;
  4. As próximas, procure fazer a 30cm de distância, para não “desenhar”, em vez de cobrir a superfície.
  5. Óbvio, espere secar antes de fazer estripulias!

 

2. Pintando o interior das gavetas para um tchan!

Mas eu não parei por aí nos sprays! E, antes que você diga que dourado e prateado não combinam, a ideia de pintar o interior das gavetas do armário embutido veio antes de tudo! Como o armário era velho, o interior das gavetas estava todo manchado, sujo e descascando.

A dica dessa aí é óbvia: fita crepe e jornal para separar o que você não quer que fique pintado.

 

3. O tchan-tchan-tchan-tchan!

O que deu mais medo foi a mudança mais audaciosa do quarto: o armário preto. O quarto já é pequeno e o piso (por enquanto) é escuro, então ele não podia ser preto! Vi que várias pessoas já usam papel contact para cobrir algumas superfícies e, na papelaria, dei de cara com um ma-ra – 110 dilmas os sete metros de papel contact. Mais caro do que pintar, claro, mas mais bonito e, se você pensar melhor, o armário foi de graça, foi abandonado aqui no apê!

A primeira coisa que eu fiz foi pintar as bordas do armário com o mesmo spray das mãos francesas, isso porque ia dar um trabalho do cão para colar contact no armário inteiro. Priorizei portas e laterais e todos os outros detalhes foram com spray. Comprei puxadores e dobradiças interna (seis!) novos – só 20 dilmas no total.

Portas de bordas douradas!

O passo seguinte foi proteger tudo o que não deveria ser pintado no corpo do armário, inclusive o interior. E a preguiça de tirar tudo de dentro dele? Resolvi com muito saco de lixo aberto e fita crepe. Nesse caso, eu não precisei me preocupar com a lateral, já que o contact iria cobrir.

Armário protegido para pintar as bordas

Achei que aplicar o papel contact ia ser a parte mais difícil. Me lembrou aquela época de colégio, o caderno cheio de bolhas que você ia ter que aturar o ano inteiro caso errasse, furar as bolhas de ar com a ponta do compasso para o ar sair, aquilo tudo! Não sei se a diferença é desses contacts novos, com cor e textura, que são mais grossos, mas essa foi justamente a parte mais fácil.

De novo, claro, limpe bem a área antes, aplique a ponta e use uma régua para terminar o preocesso. Foi super fácil e as portas ficaram lindinhas.

 

 

 

O resultado foi esse:

Armário pronto!

Quanta diferença para aquele armário todo preto! Te lembrou alguma coisa?

Mrs. Potts e Zippy

 

4. O chefão Pincel

Uma hora ia chegar a hora de encarar o chefão, comprar tinta e pintar, de fato, o raio do armário embutido, né? aquele com as duas listras pretas. A primeira coisa que eu pensei era que as listras não iam desaparecer assim tão fácil. Então, resolvi substituí-las pelo mesmo dourado que deu o tom no resto do quarto. Para o resto do armário, usei uma cor muito parecida com a anterior, mas mais amarela. E limpa! A coisa que mais chama a atenção quando você repinta alguma coisa é a limpeza.

O primeiro passo foi transformar as duas listras em uma só. Menos uma coisa para me irritar.

Listras pretas “be gone”!

Depois foi a vez de pintar o resto do armário com a cor nova. Ainda falta retocar o dourado, porque o spray acabou durante os trabalhos. As listras de cima sumiram.

Clareando o quarto! (Ainda faltando retocar o dourado)

Lá vão as dicas:

  1. Comprei uma tinta esmalte sintético, mas já li em blogs por aí que você pode comprar tintas com base de água, o que torna a sujeira muito mais fácil de limpar. Converse com um (bom) vendedor!
  2. Caso compre a tinta com base solvente, como a minha, lembre-se de levar também aguarrás, para dissolver a tinta e limpar a sujeira (incluindo as suas mãos);
  3. Muitos rolinhos e pincéis. Muitos. Porque eles têm que ser limpos depois do uso e essa tarefa não é NADA fácil. Eu lavei uma vez e nunca mais. Agora vão direto para o lixo.
  4. Assim como com o spray, a primeira demão é mais fina, por isso dissolva com mais aguarrás que as seguintes.
  5. Muito jornal.

 

Ainda tenho muita coisa para fazer nesse quarto! O resultado final eu posto aqui quando acabar! 😉

Written by

Leave a Reply