Livros na estante

Mais livros na estante!

Dia 8 de setembro foi meu aniversário e, por incrível que pareça, a primeira pessoa a me dar um presente (um não! três!) foi alguém que eu ainda não conhecia pessoalmente! A Viviane da Costa, leitora do blog, deixou um comentário aqui outro dia dizendo que tinha recebido três livros de gastronomia e que pensou em doá-los ao blog! Fofíssimo, né? Então eu fui até a PUC matar a saudade da faculdade e receber os meus primeiros presentes do dia! Demorei um pouco para colocar no ar, mas aqui está a foto dos três! Obrigada, Viviane!

Ainda não li, já que a minha fila de livros anda grande, mas já folheei bastante e fiz uma pesquisa rápida sobre eles, então lá vai:

  1. Para onde foram os chefs?, de François Simon (Senac-SP, 2010) – Esse promete ser polêmico (adoro!), já que coloca em xeque a tal da “alta gastronomia”, as super-vips “estrelas do guia Michelin” (aliás, vocês sabiam que os restaurantes do Jamie Oliver não têm nenhuma?!) e contesta essa “globalização” de chefs. François Simon é francês, crítico gastronômico do Le Figaro, sem papas na língua e tem um blog em francês de nome sugestivo, o Simon Says (que, claro, vai direto para a minha lista do Google Reader). Segundo alguns leitores, trata-se de um livro-desabafo sobre a gastronomia atual. Sem dúvida o primeiro a ser lido!
  2. A mesa posta – História estética da cozinha, de Gualtiero Marchesi e Luca Vercelloni (Senac, 2001 (original)/2010) – “A mesa posta” parte do princípio que você come com olhos, o que eu não poderia concordar mais! Por isso, conta um pouco sobre a história da decoração na mesa e como um alimento pode ser julgado pelo olhar. Os autores, claro, são italianos. Não encontrei a história do Vercelloni ainda, mas o Gualtiero Marchesi é um super chef milanês dito como “fundador da cozinha italiana moderna”.
  3. Comer – A alimentação de franceses, outros europeus e americanos, de Claude Fishler e Estelle Masson (Senac, 2010). Como o nome já diz, esse livro fala sobre hábitos de comida de culturas diferentes, além de abordar temas como anorexia, obesidade, vegetarianismo etc. Claude Fishler é sociólogo da École des hautes études en sciences sociales e, Estelle Masson, da mesma univesidade, é mestre em Psicologia Social.


Written by

3 comments / Add your comment below

  1. “Chef francês crítico sem papas na língua” é um ENOOOOORRME pleonasmo! hahahahaha

    Parecem bem interessantes, ainda mais a parte do visual da comida. Esse me atraiu mais.

    Bjos

  2. Carol, adorei o post! Mas eu sou suspeita para falar…
    Poxa, pena que você não me contou que era seu aniversário, eu teria dado parabéns, né? Mas que bom que você gostou dos livros, fico feliz por saber que alguém fará bom uso deles. =)
    Ah, e uma coisa legal: pretendo fazer uma receita sua nesse fim de semana. Se tudo correr bem, eu aviso por aqui!

    Bjs

Leave a Reply