Canadá: Loucos por Maple!

Canadá  me lembra “maple”. Ou bordo, como diz a grafia brasileira. Mesmo sem saber exatamente o que é, todos se lembram da folha do bordo, que estampa a bandeira canadense, sempre que o país é mencionado. São as árvores vermelhas e amarelas em estradas intermináveis em meio a uma ou outra casinha de boneca e, quem sabe, o Zé Colmeia. Só que de verdade. E mais amedrontador.

Maple-Leafs-01A folha de “maple” está em todos os lugares, inclusive na camiseta dos jogadores de hóquei do time de Toronto, os Maple Leafs! Não imagino tanto amor por uma fonte de comida no Brasil, já pensou no Cariocas Cana de Açúcar FC?

O bordo não é só um símbolo do Canadá e quase orgulho do país, mas também um vício nacional. Praticamente TUDO pode ser comprado sabor bordo. E eles realmente compram. Lojas especializadas vendem as coisas mais inimagináveis sabor bordo. Pratos salgados não passam batido, tem sempre uma pontinha de “maple” em algum lugar. E, no final das suas férias, não importa qual estado você visitou, não vai mais aguentar saber do érable”, como chamam os canadenses francófonos. Quer dizer… Só até você voltar ao Brasil e se dar conta que aqui não é fácil de encontrar e começar a sentir saudades.

Eu trouxe algumas lembrancinhas das minhas férias, para não fugir à regra. Para quem não é familiarizado, comecemos pelo xarope de bordo, o tradicionalíssimo “maple syrup”.

Maple Syrup

Canadá: MaplesO  xarope de  bordo é feito a partir da extração e fervura (durante muitas e muitas horas) da seiva da árvore do bordo. São inúmeras as variedades de bordo na América do Norte, mas é da “Sugar Maple” que é retirada a seiva que faz tanta coisa doce. A maior parte dessa produção no mundo inteiro está no Quebec, o estado francófono do Canadá.

É possível encontrar o xarope nas versões “light”, “medium” e “amber”,  de acordo com o tempo de fervura e, consequentemente, cor e intensidade do sabor. O “Maple Syrup” lembra o mel, mas com um toque mais tostado. São usados sobre panquecas, waffles, french toasts e basicamente qualquer coisa que se coloque em um prato canadense. Eles amam maple!

Para mim, a melhor parte vem depois… Os derivados do érable!

Maple Butter (Beurre d’érable)

Canadá: Maples

Pode ser que eu tenha desdenhado um pouco da manteiga de maple, senão, teria trazido um tonel delas, mas acabei trazendo dois potinhos – muito pequenos.

A manteiga de bordo nada tem a ver com o processo de fabricação da manteiga tradicional. A única coisa que dá o nome é a consistência e a cor do produto. Dá até para fazer em casa: o xarope vai à panela a uma certa temperatura, esfria e depois é batido loucamente  por meia hora. (Se você tem acesso ao xarope e quer tentar, esta receita parece  ser uma boa)

O resultado é um creme doce, com consistência de chocolate derretido. Uma delícia. Entrei em uma loja totalmente dedicada a maple e derivados e encontrei uma dezena de sabores de manteigas. Com um monte de sabor diferente! Não pude deixar de levar um  de gengibre, o”muso” inspirador deste blog. Consegue ser ainda melhor, se é possível! Também pode ser usado em panquecas,  wafflesfrench toasts, mas eu duvido que alguém faça isso.  O melhor jeito de consumir é em uma colher. E só.

Bebidas à base de maple

Canadá: Maples

Como eu já mencionei, tudo pode ser encontrado sabor maple. No universo das bebidas, não é diferente. Você vai encontrar todos os tipos delas, mas uma delas precisa ser provada! Ou melhor, duas. Juntas!

Os dois destilados da foto podem ser bebidos separadamente, mas ficam divinos juntos, em um copo de shot. Um deles é cremoso, como um Carolans ou Bayleys, o outro é mais licoroso,  como um Frangelico.

Provamos esse mix na casa dos nossos amigos canadenses e fiquei louca atrás de uma garrafa de cada uma para mim. Não foi fácil, já que a maior venda deles é durante as  festividades de fim de ano, e eu cheguei um pouco cedo para isso. Encontrei o licor no mercado de Jean Talon, em Montreal, e o creme no festival de cerveja que mencionei no post anterior.

Não vou esconder de vocês que estou economizando. Isso não pode acabar na minha geladeira, gente, é bom demais!

Ou seja…

Não importa o quanto você diz hoje que não gosta de coisas muito doces. Eu também não gosto, e provavelmente tiraria 80% da quantidade de açúcar usado em todos os pratos canadenses, mas não tiraria o maple. Ou pelo menos os derivados de maple, que são ainda melhores. Ou, se eu realmente tirasse tudo… Me deixa com os licores, vai, porque isso é sensacional!

Os jogadores de hóquei de Toronto podem não ser os melhores, mas eles sabem das coisas… Pelo menos na hora de criar a logomarca e o uniforme.

Everybody loves maple!

Written by

Leave a Reply