226. Ghee e Pão Paratha

Uma das coisas que eu sinto falta da Zona Sul do Rio é a entrega de comida tailandesa e indiana. Quando foi que a proliferação de deliveries italianos e japoneses não deixaram espaço para as demais comidas étnicas? Porque eu acho que comida indiana é muito mais “carregável” do que um sashimi, por exemplo. Acontece que no Rio eu conheço pouquíssimos lugares legais de comidas diferentes e somente um que entrega. Na Zona Sul.

Outro dia, esbarrei em um blog de uma moça indiana, que tem uma coleção enorme de comidas indianas e vegetarianas. Foi lá que eu encontrei um monte de receitas do pão paratha, que acompanhas as comidas indianas. Eu nem sabia que podia ser feito de vários sabores, só conhecia a versão original. Me animei na hora, mas vi que precisava de ghee, o que não parece ser tão fácil de encontrar assim dando mole nos supermercados do Rio. Como eu não estava com a menor paciência de caçar ghee nos lugares especializados, fiz outra pesquisa na internet: “receita de ghee”.

Ingredientes:

Para o ghee:
1/2 tablete de manteiga sem sal

Para o paratha:
1 receita de ghee
2 xíc. de farinha de trigo
1 e 1/2 col. (chá) de sal
100 ml de água

 

Fazendo o ghee

O ghee nada mais é do que uma manteiga clarificada, muito usada na Índia. Ela parece muito com a nossa manteiga de garrafa. O ghee é a manteiga sem as proteínas coaguladas e é mais saudável do que a manteiga normal. Fazer em casa é incrivelmente fácil e  rápido. Além disso, você pode fazer logo uma grande quantidade e guardar por mais ou menos 20 dias, se for usar com mais frequência!

Eu usei manteiga com sal porque era o que tinha em casa, mas a receita original é feita com manteiga SEM sal! Usei meio tablete para fazer dois pães paratha. Sobrou um pouquinho.

O ghee é feito esquentando a manteiga em fogo muito baixo e retirando a proteína que boia com uma colher. Para isso, coloquei a manteiga em banho maria, somente no vapor, para evitar ficar diretamente no fogo. Como estava congelada, demorou um tempinho até descongelar tudo. Depois é só “pescar” as partes brancas.

Veja o “antes” e o “depois”:

226. Ghee e Paratha 226. Ghee e Paratha

Fazendo o paratha:

226. Ghee e Paratha Eu fiz a massa do paratha no processador, com as hélices de bater massa, e deu super certo, por isso aconselho você a deixar suas mãozinhas limpas e agradecer a invenção do processador! Joguei a farinha, o sal e duas (ou três) colheres de sopa ghee dentro do processador e bati a massa colocando 100ml de água aos poucos. A receita original, do blog indiano, não dizia a quantidade de água, então, em homenagem a vocês, eu medi para conferir.

Depois de bater isso tudo, ela já virou, rapidinho, uma massa em forma de bolinha. Dividi essa massa em duas, porque eu não tenho uma tábua tão grande assim para abrir o pão, sem contar que deu o tamanho certinho da minha frigideira. Antes de tudo, abra a massa e pincele com ghee.

226. Ghee e Paratha

 

O paratha tem um jeito certo de ser dobrado, para ficar com aquele aspecto de “várias folhas”. Dobre no meio, amasse de novo com o rolo e pincele com ghee.

226. Ghee e Paratha
Depois faça a mesma coisa, até ele virar um triângulo. Abra a massa de novo, dessa vez até ficar grandona outra vez, do tamanho de… um pão paratha!

226. Ghee e Paratha
Depois de abrir a massa de novo, é hora de fritar. Com o quê? Aham! Ghee! Frite até ficar com algumas marquinhas mais escuras, não deixe ele branquelo! E pronto! Tudo pronto para você começar a fazer agora o seu tikka masala, o seu curry ou qualquer outro prato bem picante para acompanhar!

226. Ghee e Paratha

Mas não se esqueça: essa receita é para ser comida no mesmo dia! Ainda não testei deixar a massa congelada ou resfriada ou algo do tipo, mas já testei deixar um pedaço pro dia seguinte, e não foi uma escolha acertada! Faça o paratha só na hora de servir!

226. Ghee e Paratha

Written by

2 comments / Add your comment below

Leave a Reply